Bandeira da República Portuguesa

Bandeira da República Portuguesa
Bandeira da República Portuguesa desde 30 de Junho de 1911 ( menos de um ano após a revolução republicana de 5 de Outubro de 1910 )

2011/10/30

Divisão silábica / Translineação

Separação Silábica

A divisão silábica deve ser feita a partir da soletração, ou seja, dando o som total das letras que formam cada sílaba, cada uma de uma vez.
Usa-se o hífen para marcar a separação silábica.


Regras Básicas

As regras básicas para a divisão silábica são as seguintes:

Vogais
1) Todas as silabas têm pelo menos uma vogal

ex.: u.va; a.mei.xa

2)Sequências de vogais:

Indivisível:

  • sequências que formam ditongos decrescentes (Vogal+Semivogal) ai êi ãi ei éi oi ói ui au áu eu éu iu ou ãe ão õe são vistas como uma só vogal, por isso não são separáveis;
  • ex.: mo.sai.co; bau.ni.lha; ca.dei.ra; mu.seu; de.zoi.to; ce.nou.ra; ba.lão;
  • as combinações qu e gu não são separáveis da vogal ou ditongo que lhes sucede, independentemente de o u ser ou não pronunciado;
    ex.: pa.que.te; bi.q.ni; gui.tar.ra; bi.lin.gue; á.gua; lin.gui.ça; tran.qui.lo; e.ques.tre
  • os hiatos (V+V) ea eo ia ie io oa oe ua ue ui uo são indivisíveis quando ocorrem em sílaba átona final;
    ex.: cu..neo; fa..lia; bal.dio; a.mên.doa; in..nua

Divisível:

  • os hiatos e as vogais duplas aa ee ii oo uu dividem-se em duas sílabas diferentes;
    ex.: ve.a.do; fe.ri.a.do; fa.ti.o.ta; ne.vo.a.do; ta.bu.a.da; can.de.ei.ro; sa.loi.i.ce; vo.o
Consoantes
1) Consoantes seguidas de vogais permanecem em início da sílaba , como em cal.ma. As consoantes seguidas de outra consoante permanece em final de sílaba ,como em car.ta.

2) Sequências de consoantes:

Indivisível:

  • os chamados grupos consonânticos, constituidos pelas consoantes b, c, d, f, g, p, t, v seguidas por uma das consoantes l ou r, não são divisíveis;
    ex.: bru.to; cra.vo; ne.gro; pa.la.vra; ce.dro; tri.plo; flor; blo.co; a.tle.ta; cli.en.te; glo.bo;
  • com exceção nalguns casos de palavras compostas por prefixos que terminam em b e d (sub- / ab- /ad-);
    ex.: sub.li.ne.ar; ad.le.ga.ção; ab.le.gar; ab.rup.ção;
  • os dígrafos lh, nh, ch - sequência de consoantes que representam um só som não se separam;
    ex.: pa.lha; ni.nho; bo.la.cha;
  • são indivisíveis os grupos consonânticos cz, ps em início de palavra;
    ex.: cza.ri.na; czar.da; psi.ché; psi.cól.go;

Divisível:

  • são divisíveis todas as sequências de consoantes que não foram mencionadas anteriormente;
    ex.: op.ção; es.co.la; ad.mi.ra.dor; pac.to; s.se.go; bair.ro; p.su.la; tam.bor; la.ran.ja; sim.pa.tia; en.xa.me;
  • sequências de duas ou mais consoantes são dividas nos seguintes modos:
    • se nessas sequências estiver presente um dos grupos consonânticos que são indivisíveis,
    • ex.: c.trio; obs.tru.ção; pe.lin.tra; pran.cha; com.pli.ca.do; con.gres.so; cons.tru.tor
    • se nessas sequências não ocorrer nenhum grupo consonântico, a divisão é marcada sempre antes da última consoante;
      ex.: trans.por.te; obs.te.tra; arc.ta.ção; sols.tí.cio; disp.nei.a; a.cu.punc.tu.ra

Translineação

Translineação é a mudança, na escrita, de uma linha para outra, ficando parte da palavra no final da linha superior e parte no início da linha inferior.
Regras para a translineação:
a) Não se deve deixar apenas uma letra pertencente a uma palavra no início ou no final de linha.
Por exemplo: em translineações são inadequadas as separações: "pesso-a", "a-í", samambai-a", "a-meixa", "e-tíope", "ortografi-a".
b) Não se deve, em final ou início de linha, quando a separação for efetuada, deixar formar-se palavra estranha ao contexto. Por exemplo: em translineações são inadequadas as separações: "presi-dente", "samam-baia", "quero-sene", "fa-lavam", "para-guaia".
c) Na translineação de palavras com hífen, se a partição coincide com o fim de um dos elementos, não se deve repetir o hífen na linha seguinte. Por exemplo:
pombo-correio
e não
pombo--correio.

Sem comentários:

Publicar um comentário