Bandeira da República Portuguesa

Bandeira da República Portuguesa
Bandeira da República Portuguesa desde 30 de Junho de 1911 ( menos de um ano após a revolução republicana de 5 de Outubro de 1910 )

2012/02/13

Sec. XVIII - Na corte : o LEQUE e a linguagem do amor


A LINGUAGEM DO LEQUE


Cercado por mitos e lendas, o surgimento do leque é considerado por alguns autores como sendo tão antigo quando o homem. Dizem que Cupido (Eros) o Deus do Amor, criou o leque ao arrancar uma asa de Zéfiro, Deus do Vento, para refrescar sua amada Psique, enquanto esta dormia. Já os chineses atribuem a criação do leque a Kan-Si, filha de um poderoso mandarim quando, num baile de máscaras, não suportando o calor e não desejando expor seu rosto, usou-o para abanar-se, no que foi seguido pelas outras damas da corte. Antigas civilizações como as do Egito, Assíria, Pérsia, Índia, Grécia e Roma fizeram uso do leque que chegaram a Europa através das Cruzadas, vindos do Oriente entre os Séculos XII e XIII. E, a partir dai, tornaram-se um complemento indispensável a elegância feminina.. Com suas folhas feitas em papel pergaminho, tecido, renda ou seda, sobre o qual eram feitas pinturas, bordados em lantejoulas ou fios de ouro ou prata eram complemento indispensável das damas das cortes e, foi nesse contexto de sedução, de luxo, que a Linguagem do Leque, originada possivelmente da Corte Francesa no Século XVIII tomou corpo. Um complicado sistema de posições e gestos que permitiam a uma dama comunicar-se e flertar.. Como curiosidade, coloco aqui o significado de algumas das posições na Linguagem do Leque.
 
Esconder os olhos com o leque aberto – Amo-te
Andar com o leque aberto na mão esquerda – Aproxima-te
Girar o leque na frente do rosto com a mão esquerda – Amo outro
Leque aberto no colo – Quando nos veremos?
Tocar o cabelo com o leque fechado – Não me esqueças
Abrir e fechar o leque - Adeus
Apoiar o leque no lado direito da face – Sim
Apoiar o leque no lado esquerdo da face – Não
Abrir e fechar o leque várias vezes – Tu és cruel
Andar na sala (ao entrar) abrindo e fechando o leque – Hoje não sairei
Tocar o leque aberto com as pontas dos dedos – Preciso falar contigo

extraído de :http://chega-junto.blogspot.com/2009/03/linguagem-do-leque.html
 
Para mais informações sobre a origem do leque,consultar:
 

Sem comentários:

Publicar um comentário